Tem que ser na cor branca?

Quem declaro que pra casar, a noiva precisa necessariamente entrar de branco? Só acho que Jéssica Biel,a atriz americana discorda disso!haha. No Dia 19/10 em Puglia, na Itália aconteceu a cerimonia de casamento da atriz e com quem ela se caso? Com Justin Tinberlake :O.


SIM,O VESTIDO É ROSA! O vestisdo é do estilista italiano, Giambattista Valli. Maravilhoso!E não posso deixar de falar também do gato do noivo né? Justin, escolheu o modelo de Tom Ford.

E a Jéssica Biel não foi a única a inovar no dia mais importante do ano…

A cantora e atriz argentina Luisana Loreley Lopilato de la Torre ( que nomizinho heim?!haha) escolheu um vestido curto lilás para o casamento civil com o o cantor Michael Bublé, em Buenos Aires.

Gwen Stefani optou por um vestido Christian Dior de seda com cauda rosa para seu casamento com o músico Gavin Rossdale, em 2002

Porque não inovar,sair do comum??

Fonte das imagens: vougue.com.br e http://fotos.noticias.bol.uol.com.br

BEIJOS

O curioso caso do norte-americano

Pra quem não conhece o Ken, é o namorado da barbie. Ou seja na minha infância sempre sonhei em ter um Ken, então já como não tinha, todas as minhas barbie’s eram lésbicas! Porque quem não tem tu, é tu mesmo

Enfim, voltando a essa história, um norte americano de 32 anos, Justin Jedlica resolveu ficar parecido com o Ken, e passou por 90(NOVENTAAA) cirurgias para mudar sua face. Ele gastou mais de R$ 200 mil com operações, incluindo silicone no bumbum, bíceps e tríceps e disse que ama as suas mudanças e deixou bem claro falando a seguinte frase: “Contrariar as normas é muito divertido”

Grafite

A arte do grafite é uma forma de manifestação artística em espaços públicos, e essa maneira de se expressar vem desde o o Império Romano, mas não era tão conhecido assim. Só em 1970 em Nova York que o grafismo começo a ganhar forças e radicalizar o mundo das artes. Alguns jovens começaram a deixar suas marcas nas paredes da cidade e, algum tempo depois, essas marcas evoluíram com técnicas e desenhos.

Uma de suas referencias é o Hip Hop, que também reflete a realidade das ruas, a diferença é linguagem que esse artistas se expressam, seja na música, ou seja por desenhos.

No finalzinho da década de 70, esse novo estilo artístico se alastrou pra muitos outros lugares, principalmente em São Paulo, que entre os melhores. Que não muito contentes…eles fizeram seu próprio estilo: o brasileirado. Que fez o maior sucesso, mais o que esperado.

Principais termos e gírias utilizadas nessa arte;

• Grafiteiro/writter: o artista que pinta.
• Bite: imitar o estilo de outro grafiteiro.
• Crew: é um conjunto de grafiteiros que se reúne para pintar ao mesmo tempo.
• Tag: é a assinatura de grafiteiro.
• Toy: é o grafiteiro iniciante.
• Spot: lugar onde é praticada a arte do grafitismo.

Um dos meus favoritos são os grafites dos Gemeos, é lógico sem deixar de lado os desenhos da Nina Pandolfo, que esposa do Otávio, um dos Gemeos , as obras do Grafiteiro ‘Nunca’ e o Cranio, não menos importante.

Grafite dos Gemeos, Otávio e Gustavo:

Grafite da Nina Pandolfo:

“Nunca”:

Grafite feito pelos três, na Escócia:

Fonte das imagens:http://bethccruz.blogspot.com.br

E pra terminar, os Grafites feitos pelo Cranio:

Fote da imagem:http://colunas.revistaglamour.globo.com

BEIJOS

PROJETO INTERDISCIPLINAR – ETAPA 3

Escolhemos nossa macro, desenvolvemos nosso perfil inspiracional e agora temos que escolher o nosso artista!Eu escolhi o Keith Haring que tem tudo a ver com o tudo escolhido. Depois de muita pesquisa sobre a vida dele, as experiências  e os trabalhos dele, tive que escrever um texto:

ARTISTA KEITH HARING

Do movimento Pop Art, Keith Haring começou a desenhar sendo incentivado pelo pai, desde então não parou e só aprimorou buscando seu próprio estilo. Keith teve como umas de suas inspirações o Walt Disney e chegou a fazer algumas releituras do Mickey Mouse.

Gostava muito de crianças e com certeza o seu estilo de pintura tem muito a ver com isso. Keith ficou conhecido por pintar pessoas em uma forma bastante simplificada, abusando das cores e utilizando o contorno em preto em quase todas as suas criações, elemento Pop Art.

Começou pintando nas paredes do metrô e distribuía botons para aquele que paravam para olhar. Keith gostava de retratar todas as suas emoções nos desenhos. É possível identificar cada uma de suas fases através de suas criações.

Não se limitou a pintar apenas em paredes e começou a pintar carros, pessoas, instrumentos musicais e etc. Se envolvendo com o Hip Hop, desenvolveu sua própria marca de roupas e abriu sua loja a Pop Shop.

Nunca escondeu que era gay, na verdade deixou bem claro isso no início da sua carreira e infelizmente acabou morrendo aos 31 anos por conta da AIDS.

E o painel:

Nathalia Oliveira

Pin-up!

Tudo começa na Segunda Guerra Mundial, quando o nu ainda era algo muito restrito, eram modelos desenhadas em cartões, calendários e ate me maços de cigarro. Até hoje elas fazem sucesso tanto na roupa como também com o imaginário dos homens, o início desse fenômeno se deu com o aumento da influência da burguesia, e o surgimento da fotografia.

O estilo pin-up é chamado de cheesecake. Se destacaram nas décadas de 40, 50 e 60 e  fizeram com que as mulheres da época tomassem atitudes e se mostrassem sua sensualidade, mesmo sendo mãe de familia

Pin-up vem do termo de “pendurar”, que se referia aos desenhos feitas por imitação de fotos. Ser sexy e ao mesmo tempo inocente era obrigação de qualquer pin-up

Pin-up tem um tipo leve de erotismo, e a maioria delas eram fotografias de celebridades consideradas sex symbols. Uma pin-up é uma arte que ocupa uma página inteira, sem diálogo, que exige a imagem de mulher linda, com cara de inocente, seios fartos e a cintura bem marcada é uma marca de pin-up. Embora elas sejam muito sensuais tem a mistura do clássico romantismo

Apareceram vários ilustradores, um dos mais conhecidos é o Gil elvgren, onde seus desenhos eram o mais realista da fotografia,  cheio de cores e traços fortes. Ele também teve um grande destaque no comercio, onde a marca dele ficou conhecida na Coca-cola.

Já na década de 70 quando o cinema se destacou, apareceu as mulheres completamente nuas, e isso fez com que as divas de papel desaparecesse

Maxicolar

Ultimamente, o acessório que só penso em ter são os maxicolares, e chegando na minha casa tem um loja que abriu a pouco tempo chamada Dona Dom, é lindinha a loja… e sempre passo por lá… mas nunca tinha tempo pra entrar.

No domingo a tarde, como tava em casa de bobeira, resolvi dar uma passadinha lá, gente…eu amei tudo, principalmente os maxicolares, eu… bem esperta esqueci de tirar fotinhos, mas prometo que na próxima eu mostro, hehe

Mas enfim, eu me apaixonei por um, que não dava pra sair de lá sem estar no lindo pescocinho,hahaha

E eu descobri que…



Fonte das imagens: http://www.melaoamarelo.com.br

Lindos né? Mas pra quem gosta de fazer o seu próprio maxicolar aí vai uma dica:

E uma fotinho do meu look, hihi

BEIJOS

Coleção Jeremy Scott

Nascido em 1976, nos EUA, Jeremy Scott se formou na prestigiada Pratt University do Brooklyn. Logo depois de diplomado, ele decidiu se mudar para a França. Mesmo sofrendo dificuldades financeiras na França, Scott lança em 1997 sua marca homônima de roupas. Assim, ele consegue uma bolsa da Associação Nacional para o Desenvolvimento das Artes e da Moda para financiar sua própria coleção. Scott será também o primeiro a revelar para o mundo a top Devon Aoki
Sua reputação de “bad boy”, e suas declarações polêmicas o elevaram ao status de ídolo pop de sua geração. Apesar de ter feito muitas inimizades no meio artístico, Jeremy conta com a proteção de alguns nomes fortes da moda, como Karl Lagerfeld

fonte:http://www.puretrend.com.br/pessoas/jeremy-scott_p2041